001

    O prefeito Álvaro Dias (MDB) voltou atrás sobre a suspensão do transporte público de ônibus em Natal. Neste sábado (21), após reunião com os setores envolvidos na operação do sistema, o chefe do Poder Executivo da capital anunciou que os ônibus vão operar com 30% da frota. A medida foi tomada por causa do novo coronavírus e passa a valer a partir deste domingo (22).

    Nesta sexta-feira (20), Álvaro Dias havia declarado que determinaria, através de decreto, que os coletivos parassem por 15 dias, visando a evitar a proliferação do vírus.

    Dias informou que a suspensão de circulação do transporte seria publicada neste sábado (21) no Diário Oficial do Município. Mas não houve menção à medida na edição.

    G1
    001

      Em nota, o deputado federal General Girão (PSL-RN) comunicou que, em teste realizado na sexta-feira (20), foi diagnosticado com o novo coronavírus.

      O General não apresenta nenhum outro sintoma além de um leve quadro febril e está seguindo rigorosamente as recomendações médicas, no sentido de que permaneça em casa, em regime de isolamento.

      001

        O Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou nesta sexta-feira (20) que até o final de abril o sistema de saúde brasileiro vai entrar em colapso pela epidemia do novo coronavírus. “Claramente, em final de abril nosso sistema de saúde entra em colapso. Colapso é quando você tem dinheiro, mas não tem onde entrar (nos hospitais)”, afirmou, Mandetta, ao lado do presidente Jair Bolsonaro. Eles participam de videoconferência com empresários sobre medidas de enfrentamento ao coronavírus.

        As informações são do Estadão. O ministro disse que pretende atuar para tentar evitar esse provável cenário. “A gente está modelando para ver se trabalhamos com algumas interrupções, segurando o máximo dos idosos que são quem leva ao colapso do sistema”, afirmou.

        Mandetta disse que o padrão de transmissão do vírus é “muito competente”. De acordo com ele, a curva de transmissão do novo coronavírus ainda vai iniciar nos próximos 10 dias e o aumento de casos deve ter subida rápida em abril, maio e junho. O ministro previu a queda da curva de infecção só em setembro. “Mais difícil do que fechar um shopping é saber quando reabrir”, disse o ministro.

        Quadro-1

          Subiu para 6 o número de casos confirmados de coronavírus no Rio Grande do Norte. A informação foi confirmada pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) na noite desta sexta (20).

          O primeiro caso de coronavírus do RN foi confirmado no dia 12 de março. Era uma mulher, de 24 anos, com histórico de viagem à Europa (França, Itália e Áustria).

          O Estado vem tomando uma série de medidas para evitar a propagação do coronavírus.

          G1

            Em novo boletim epidemiológico emitido pela Secretaria de Saúde Pública do RN nesta tarde de sexta-feira (20), foi constatado 2 casos suspeito do novo Coronavírus em São Gonçalo do Amarante/RN.

            Segundo um boletim divulgado pela Prefeitura do Município, os casos suspeitos trata-se de uma mulher de 31 anos, e um homem, 37 anos. Ambos tiverem contato com casos suspeitos classificados de acordo com o Protocolo Clínico do Covid-19. Os dois pacientes estão em isolamento domiciliar, sendo acompanhados pela equipe da Secretaria Municipal de Saúde e seguem sem agravamento do quadro clínico e obedecendo todas as medidas preventivas.

            Na última sexta-feira (13), a Prefeitura Municipal de São Gonçalo do Amarante instituiu o comitê gestor de prevenção e enfrentamento ao Coronavírus (COVID-19).

            No total, são 131 casos suspeitos, 41 descartados e 1 confirmado. Porém, na noite desta sexta, a SESAP confirmou mais 5 casos, totalizando 6 casos confirmados de coronavírus em todo estado do Rio Grande do Norte.

            001

            2017-12-31-23-33-13-438

              A Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Norte (DPE/RN) emitiu recomendação às empresas concessionárias de água, esgoto, energia elétrica e gás do Rio Grande do Norte para que suspendam as ordens de corte dos serviços durante o período de situação de emergência e calamidade em saúde pública. A recomendação será publicada no Diário Oficial deste sábado (21) e tem por finalidade resguardar a prestação desses serviços essenciais de forma ininterrupta durante os períodos de isolamento social e, em alguns casos, de quarentena recomendados pela Organização Mundial de Saúde, pelo Ministério da Saúde e pelo Governo do Estado do Rio Grande do Norte.

              A recomendação é válida enquanto perdurar a situação de emergência em saúde pública declarada pela Lei de nº 13.979/2020 e pelo Decreto Estadual de nº 29.534, de 19 de março de 2020.

              Matéria completa aqui no Justiça Potiguar

              2017-12-31-23-33-13-438

                A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), determinou nesta sexta-feira (20) o fechamento de bares e restaurantes por cinco dias, além de templos religiosos, teatros, cinemas, academias, casas de recepções e loja maçônicas no estado até o dia 2 de abril. A determinação acontece como medida de combate ao coronavírus no Rio Grande do Norte.

                O decreto deve ser publicado na edição deste sábado do Diário Oficial do Estado.

                Em pronunciamento em uma rede social, a chefe do Executivo também afirmou que não haverá transporte coletivo intermunicipal nos fins de semana e ele terá 50% da frota durante a semana. O da Região Metropolitana vai funcionar como frota de período de férias. O transporte interestadual também está proibido.

                Segundo a governadora, está proibido também o atendimento ao público nos bancos e nas Centrais do Cidadão do estado. Está vedada também a entrada do público em shoppings que possuam ar-condicionados centrais – dois deles anunciaram o fechamento por tempo indeterminado nesta manhã.

                Além disso, motoristas de aplicativo e taxistas devem transitar com os vidros abertos. Essa medida também serve para os ônibus que seguirão circulando.

                G1
                FB_IMG_1584720588178

                  A Igreja Evangélica Assembleia de Deus no Rio Grande do Norte (IADERN) decidiu nesta sexta-feira (20) suspender todas as suas atividades e reuniões dentro e fora dos seus mais de 1.600 templos espalhados pelo estado por período indeterminado.

                  Na manhã de quinta-feira (19), a Assembleia de Deus no Rio Grande do Norte (IEADERN) tinha definido que as reuniões fossem mantidas com público inferior a 100 pessoas. Porém, decidiu na manhã desta sexta-feira (20), suspender por tempo indeterminado todas suas atividades.

                  Veja nota

                  A direção da Igreja Evangélica Assembléia de Deus no Estado do Rio Grande do Norte (IEADERN), diante dos recentes desdobramentos administrativos e sociais provocados pela pandemia do novo coronavírus, como a decretação, pelo governo estadual, do estado de calamidade pública, bem como o fechamento de várias empresas e instituições nas últimas 24 horas, decide suspender, até ulterior deliberação, todas as atividades nas dependências dos seus templos no Estado do Rio Grande do Norte, a fim de prevenir maior expansão da pandemia mencionada. Durante o período de quarentena, a igreja realizará cultos online com transmissão via rádio e redes sociais.

                  A direção da Igreja Evangélica Assembléia de Deus no Estado do Rio Grande do Norte (IEADERN), diante dos recentes desdobramentos administrativos e sociais provocados pela pandemia do novo coronavírus, como a decretação, pelo governo estadual, do estado de calamidade pública, bem como o fechamento de várias empresas e instituições nas últimas 24 horas, decide suspender, até ulterior deliberação, todas as atividades nas dependências dos seus templos no Estado do Rio Grande do Norte, a fim de prevenir maior expansão da pandemia mencionada. Durante o período de quarentena, a igreja realizará cultos online com transmissão via rádio e redes sociais.