A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) informou  que no dia 30 de dezembro, último dia útil do ano, as agências prestarão serviço ao público normalmente, realizando todas as operações bancárias solicitadas pelos clientes. No dia 31 de dezembro, as agências bancárias ficarão fechadas para atendimento ao público. O trabalho será interno para fechamento de balanço do ano. O expediente normal  será retomado na segunda-feira (04). O comércio de rua, no Alecrim e na Cidade Alta, funcionam das 8h às 18h no último dia do ano.

    A Febraban ressalta que as contas de consumo (água, luz, telefone e TV a cabo), bem como os carnês que estiverem com vencimento nas datas em que as agências estiverem fechadas, poderão ser pagos no primeiro dia útil seguinte aos feriados (28 de dezembro e 4 de janeiro de 2016), sem a incidência de multa por atraso. Vale lembrar que os tributos já estão com data ajustada em relação ao calendário de feriados (federais, estaduais e municipais).

    O público pode utilizar os caixas eletrônicos, internet banking, mobile banking, banco por telefone e correspondentes (casas lotéricas, agências dos Correios, redes de supermercados e outros estabelecimentos comerciais credenciados) para realizar operações bancárias. Além disso, as contas com códigos de barra poderão ser pagas nos próprios caixas automáticos.

    Outra opção é o agendamento dos pagamentos das contas de consumo nos bancos. Já em relação aos boletos bancários, os clientes cadastrados como sacados eletrônicos poderão ser agendados ou pagos por meio do Débito Direto Autorizado (DDA).

    trabalho

    via Tribuna do Norte

      O Estadão traz na edição desta segunda-feira (28), uma realidade econômica de cada Estado do Brasil.

      A retração econômica e o aumento do comprometimento das receitas estaduais com a folha de pagamento dos servidores levaram governadores a optar pelo aumento de impostos para cobrir as despesas. Ainda assim, quatro Estados terminam 2015 empurrando para os próximos meses a quitação do 13.º salário do funcionalismo: Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Tocantins e Sergipe.

      Em relação ao Rio Grande do Norte, que tem o maior gasto com pagamento de servidores do Brasil, faltou a reportagem do Estadão dizer que o pagamento do funcionalismo vinha sendo feito utilizando irresponsavelmente recursos do Fundo Financeiro (Funfir), chamado de Fundo Previdenciário.

      anigifanderson

        A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria de Cultura (Secult) promove shows com artistas potiguares e show pirotécnico nos tradicionais festejos de Réveillon da capital potiguar. Este ano estão programados shows na Redinha (Pátio João Medeiros) e espetáculos de queima de fogos em Ponta Negra e Ponte Newton Navarro.

        Para virar o ano em grande estilo, a programação musical idealizada pela Prefeitura do Natal terá shows de Roberto do Acordeon e o Frevo Sanfonado a partir das 22h e às 23h30 as apresentações de Khrystal, Leão Neto e banda. Todos os shows serão realizados no Pátio João Medeiros, na Redinha, com entrada franca.

        Em Ponta Negra acontece a tradicional queima de fogos com balsa instalada no mar e ao mesmo tempo a queima de fogos na Ponte Newton Navarro, possibilitando que de todos as áreas da cidade o show pirotécnico possa ser visualizado em alto estilo.

        detran_ago

          Em entrevista à Tribuna do Norte, o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Cláudio Santos, apresenta uma sugestão para o governador Robinson Faria repor os recursos que foram sacados da Previdência Estadual: a venda de ativos do Estado, entre o quais empresas públicas — como a Caern (Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte) —, terrenos ou outros órgãos que poderiam ser privatizados.

          “O governador tem que vender alguma coisa: a CAERN, ou terreno ou outros órgãos públicos e repor a esse do Fundo da Previdência. Tem que ser reposto. Se não for imediatamente, cada dia que passa fica mais difícil a reposição. Na própria máquina administrativa é preciso ver as despesas ao que o povo pode pagar. Não adianta criar mais serviço, aumentar a quantidade de escolas nem de hospitais, se o Estado não tem condições de manter”, disse o presidente do TJRN.

          anigifanderson

            Documento foi entregue ao Tribunal de Justiça e remete ao período em que Francisco José Lima Silveira Júnior exercia o mandato de vereador na Câmara Municipal de Mossoró

            O Ministério Público do Rio Grande do Norte ofereceu ao Tribunal de Justiça denúncia contra o prefeito de Mossoró, Francisco José Lima Silveira Júnior, sob acusação de desvio de recursos da chamada “verba de manutenção de gabinete” quando este, à época, exercia o mandato de vereador na Câmara Municipal de Mossoró. O documento aponta que ele está incurso 23 vezes no artigo 312 combinado com o artigo 69, ambos do Código Penal.

            Segundo a denúncia, entre janeiro de 2005 a julho de 2007, o denunciado desviou, em proveito próprio, recursos financeiros liberados mensalmente aos parlamentares da Casa Legislativa a título de“verba de gabinete”, destinando, para si, dinheiro público reservado ao custeio das despesas necessárias ao funcionamento do gabinete parlamentar.

            O montante desviado foi de R$ 75.924,67 que, atualizado monetariamente até dezembro de 2015, totalizam R$ 155.100,15. De acordo com o documento entregue ao TJRN, os valores eram repassados ao gabinete do então vereador por meio de cheques nominais a um familiar que ocupava o cargo de chefe de gabinete e era o indicado para retirar os cheques mensais relativos à verba de gabinete durante os exercícios de 2005 a 2007.

            Os cheques em questão eram liberados para o gabinete do então vereador Silveira Júnior e foram sacados na “boca do caixa” pelo chefe de gabinete e, nas operações bancárias seguintes, desviados para ele para as contas pessoais do atual prefeito de Mossoró, onde se misturavam aos salários e demais créditos, dentre outros recursos do denunciado.

            Ainda dentro da operação bancária, os cheques eram liquidados no caixa e, em seguida, na mesma sessão de atendimento, o chefe de gabinete realizava o depósito na conta-corrente do denunciado. Além disso, alguns dos cheques eram depositados diretamente na conta pessoal do prefeito.

            Já dentro da conta do denunciado, os valores passavam a cobrir os gastos pessoais de Silveira Júnior. Neste aspecto, a verba de gabinete serviu como complemento financeiro aos vencimentos do cargo de vereador. A denúncia aponta ainda que houve meses em que as verbas de gabinete foram recebidas em duplicidade. Com a denúncia oferecida, o prefeito de Mossoró terá prazo de 15 dias para apresentar resposta à Justiça, a partir do momento que for notificado pelo Judiciário.

            detran_ago

              Município aguarda a liberação do “Habite-se” para entregar os imóveis

              A Secretaria Municipal de Habitação de São Gonçalo do Amarante e a Caixa Econômica Federal reuniram nesta terça-feira (22), no Clube Auto Esporte, os beneficiários contemplados no sorteio dos primeiros 600 apartamentos do Residencial Dr. Ruy Pereira dos Santos, construídos através do Programa Minha Casa Minha Vida, para assinatura dos contratos de suas residências.

              “Estamos aqui na expectativa de receber o mais rápido possível a nossa casa. Cada fase que passamos é a esperança do sonho a ser realizado. Estou aguardando para ter um lugar para minha família morar sem precisar pagar aluguel todo fim de mês”, declarou Ana Paula Nascimento, moradora da comunidade de Barreiros.

              A assinatura aconteceu pela manhã para os contemplados do Condomínio I, e a tarde para os beneficiários do Condomínio IV. Os primeiros 600 futuros moradores dos 1.800 que serão entregues, já participaram da vistoria das unidades e cumprem a penúltima etapa do processo.

              O secretário de Habitação, Paulo Emídio, esclareceu alguns pontos sobre a liberação do empreendimento e falou da importância do momento para as pessoas presentes. “A partir de hoje vocês, verdadeiramente, são os donos dos apartamentos. A assinatura do contrato vai garantir o direito legitimo de vocês possuírem sua residência. Agora, a entrega dos apartamentos depende da liberação do “Habite-se” pelo Corpo de Bombeiros, que deve ocorrer com máxima brevidade possível. O prefeito Jaime Calado, nós da Secretaria de Habitação e o pessoal da Caixa, trabalhamos duro para chegarmos a esta grande conquista”, afirmou.

              Residencial Dr. Ruy Pereira dos Santos

              O residencial é composto por seis áreas residenciais, cada uma com 19 blocos, um total de 300 apartamentos por condomínio, totalizando 114 blocos que deverão comportar uma população estimada em 7.200 pessoas. Vale ressaltar que três por cento das unidades habitacionais vão ser entregues com adaptação para portadores de deficiência física. O investimento é de aproximadamente R$ 109 milhões, financiado pelo Governo Federal em parceria com a Prefeitura de São Gonçalo do Amarante, através da Caixa Econômica Federal.

              ander1